0

Ford EcoSport 1.6 ganha câmbio automático para enfrentar HR-V, Renegade, Duster e 2008

Quem vive de passado é museu. O Ford EcoSport inaugurou o segmento dos SUVs compactos em 2003 e reinou absoluto por anos no mercado brasileiro. O tempo passou, a concorrência chegou e os feitos desbravadores doEcoSport viraram história. Para encarar Honda HR-V, Jeep Renegade, Renault Duster e Peugeot 2008 frente a frente, o veterano — que ganhou uma nova geração em 2012 — terá de evoluir mais uma vez. Enquanto a terceira geração não chega (prevista para 2016), ele recebe um novo conjunto motor/câmbio e ganha sobrevida nessa dura batalha.

A estratégia foi oferecer a opção do câmbio automático de seis marchas Powershift (na verdade é automatizado de dupla embreagem) desde a versão de entrada SE, por R$ 71,9 mil — cerca de R$ 5 mil a menos que os modelos automáticos da concorrência (exceção é o 2008 Allure, que custa R$ 71 mil, mas tem câmbio de apenas quatro marchas). O motor 1.6 também evoluiu: agora é o mesmo Sigma TiVCT Flex do New Fiesta, com 126/131 cv de potência e 15,4/16,1 kgfm de torque (gasolina/etanol).

Primeira volta

Em ação, o EcoSport 1.6 com câmbio Powershift tem comportamento honesto e condizente com a sua proposta. Não espere grandes arrancadas nem retomadas parrudas. Em subidas mais acentuadas, o câmbio fica indeciso entre a terceira e a quarta marchas. Por vezes, o motorista precisa intervir e escolher a melhor opção. Mas, no geral, as mudanças mecânicas fizeram bem ao SUV compacto, principalmente no trânsito, onde a ausência do pedal esquerdo é uma dádiva.

A Ford aproveitou o evento de lançamento para esclarecer sobre o problema de vibração no câmbio Powershift, enfrentado por alguns proprietários dos modelos da marca. Segundo representantes da montadora, houve uma nova calibração do câmbio, que sanou a questão. Para os que tiveram problemas, a empresa afirma que o reparo é feito sem custo e o câmbio ganha um adicional de dois anos na garantia, passando de três para cinco anos.

Na guerra dos SUVs compactos, o fator novidade caiu como uma bomba no ex-líder de vendas do segmento, que luta como pode para não recuar. O novo conjunto motor/câmbio e o preço competitivo, além do bom valor de revenda, devem amenizar as perdas no fronte, mas a luta é inglória. Resta ao EcoSport se atrincheirar, esperar pelos reforços da nova geração para, quem sabe, escrever um novo capítulo de conquista em sua história.

VERSÕES DO ECOSPORT 1.6 POWERSHIFT

EcoSport 1.6 SE Direct — R$ 68.690
Principais equipamentos: ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos dianteiros, rodas de aço 15”, farol de neblina, controle eletrônico de estabilidade e tração (AdvanceTrac), assistente de partida em rampa (HLA), piloto automático, espelhos retrovisores com piscas integrados, computador de bordo, sistema de conectividade SYNC com CD/MP3-player, Bluetooth, USB, AppLink e Assistência de Emergência, controles de áudio e telefone no volante, chave de segurança MyKey.

 

FONTE : R7 CARROS

megaturbos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *